Artigo: O fenômeno déjà vu permite obter informações de outras dimensões? – A/1924

O fenômeno conhecido como déjà vu é, certamente, um dos mistérios mais freqüentes e inexplicáveis de nossa mente. Embora existam várias teorias especulando sobre os mecanismos que levam a este tipo de situação, o fato é que até agora não há conclusões científicas. No entanto, com a introdução das mais recentes concepções do chamado cérebro quântico,…

Veja mais

Dúvidas de Português – XIV (Cinco Dúvidas da Língua Portuguesa)

Cinco dúvidas da língua portuguesa Dúvida 1: Com certeza ou concerteza? Eis o tipo de dúvida que deixa qualquer professor ou professora de língua portuguesa com o coração partido… Por mais estranha que ela possa parecer, infelizmente é corriqueira, basta dar uma olhadinha nas publicações compartilhadas nas redes sociais. Mas vamos lá, deixemos de conversa…

Veja mais

Dúvidas de Português – XIII (As mais frequentes 10)

Na minha opinião (certo)/ Na minha opinião pessoal (errado) “Na minha opinião pessoal” é um pleonasmo, ou seja, a repetição desnecessária de uma informação, uma redundância: sua opinião já é pessoal. Por isso, diz-se apenas “na minha opinião”. Anos atrás (certo)/ Há anos atrás (errado) “Há anos atrás” também é um pleonasmo, pois o verbo…

Veja mais

Dúvidas de Português – XII (As mais frequentes 9)

Admitem-se vendedores (certo)/ Admite-se vendedores (errado) No exemplo, o verbo “admitir” é transitivo direto. Como tal, não exige preposição entre ele e o objeto da frase e concorda em número com o sujeito. Portanto, o correto é dizer “admitem-se vendedores”. Precisa-se de vendedores (certo)/ Precisam-se de vendedores (errado) Já nesse exemplo, a maneira correta é…

Veja mais

Dúvidas de Português – XI (As mais frequentes 8)

Dia a dia/Frente a frente/Cara a cara Nenhuma das expressões tem acento no “a”. O acento grave não deve ser utilizado em termos com palavras repetidas. Meio-dia e meia (certo)/ Meio-dia e meio (errado) Quando a palavra “hora”, aqui implícita, é fracionada, sempre utiliza-se “meia” – portanto, “meio-dia e meia”. “Meia” é numeral fracionário e…

Veja mais

Dúvidas de Português – X (As mais frequentes 7)

Deixa eu escrever/Deixa-me escrever Quando os verbos “deixar”, “fazer”, “ver” e “mandar” vêm seguidos de infinitivo, usam-se os pronomes oblíquos no padrão culto da língua: “Deixa-me escrever”. Aqui, porém, um adendo. “Esse tipo de construção com pronomes retos (‘deixa eu estudar’, ‘deixa ele estudar’) está se tornando cada vez mais comum, fundamentalmente na linguagem oral”,…

Veja mais