Mensagem do Escritor – M/0091

Uma Velhice Confortável Há sempre uma preocupação nesse sentido. Todos nascem, crescem, casam-se, e finalmente, envelhecem. O tempo da infância é lembrado com saudade; a juventude passa depressa e também deixa rastros de saudade. Depois, a fase adulta, a meia idade: trinta, quarenta, cinqüenta anos… O tempo continua correndo, sem piedade de ninguém. Inaugura-se os…