Sabedoria Popular

               Assim como os ramos da árvore devolvem a seiva
                  à raiz de onde ela proveio; como o rio derrama
                  sua corrente no mar, de onde proveio sua fonte;
               assim, o coração do homem agradecido, se deleita
                             em retribuir o benefício recebido.

Poema: Prá escrever uma Palavra – David

Prá escrever uma Palavra…                                     Prá escrever uma palavra,                                     inspirei-me no sol.                           Confiei no seu calor,                            e na luz do seu farol!                           Quando a noite chegou,                                     o céu escureceu.                                    O sol que era fogo se apagou,                           a luz que era farol, desapareceu… Prá escrever uma palavra, inspirei-me na lua.…

Veja mais