Poemas e Poetas do Brasil – PPB/0039

Soneto de Gregório Gregório de Matos Ofendi-vos, meu Deus, é bem verdade,É verdade, Senhor, que hei delinqüido,Delinqüido vos tenho e ofendido,Ofendido vos tem minha maldade. Maldade que encaminha à vaidade,Vaidade que todo me há vencido.Vencido quero ver-me e arrependido,Arrependido a tanta enormidade. Arrependido estou de coração,De coração vos busco, dai-me os braços,Abraços que me rendem…

Veja mais

Pensamento – LIX

“Por sua natureza e seus efeitos, o ciúme se aproxima da inveja. Porém, entre ciúme e inveja permanecem algumas diferenças. Na inveja, sentimos que outros possuem um bem que desejamos para nós, enquanto no ciúme defendemos um bem que julgamos nosso e que não desejamos ver partilhado com outrem.” (Pierre Charon)