Um Dia, Vou dizer adeus – P/024

Quando eu disser adeus, amigo, me entenda…diga adeus também, ou talvez um “até breve”.O adeus é necessário, e vou sem contenda…para que aquele que se afasta, saia de leve. A despedida não será assim tão inconsolável.Quando eu disser adeus, não serei esquecido,porque serei lembrado de forma inegável…estarei ali, num lugar bonito, e desconhecido. Quando eu…

Veja mais

O Postulante – P/021

Auxilia-me, agora, Deus de meu coração…mas seja feita sempre, a tua vontade…Minha vontade é sublimar, mas venho rogar.Tenho em ti confiança, e posso esperar…Sim, chego agora a ti, com humildade. Auxilia-me, agora, Santo Deus de infinita bondade!Todas as minhas energias quero agora transmutar…Meus olhos carnais serão cegos nas tentações,as futilidades da vida meus ouvidos não…

Veja mais

Culto do Silêncio – P/017

Num silêncio feito de paz,Eu percebi a grandeza da fé…tesouros ocultos da esperança,a imensidade do amor até. Sem o mistério do silêncio,não teria sentido a nossas procuranossas interrogações diárias.Tudo perdido, na desventura. O silêncio é a estrela da certeza,orientando os nossos passos…depois o ruído, poeira do progressomarca o começo de tantos embaraços. Para o milagre…

Veja mais