Palavra de Vida

O mundo contemporâneo vive de maneira muito forte a indiferença entre as pessoas. Parece existir uma interrelação pessoal, mas ela não satisfaz plenamente as necessidades reais do cidadão que nasceu para ser livre e viver em sociedade. Os acordos firmados já não são mais cumpridos, enquanto a minoria tenta ser justa e correta em seu…

Veja mais

Poema: Violões que choram – Cruz e Souza

VIOLÕES QUE CHORAM                                                  Ah! plangentes violões dormentes, mornos, Soluços ao luar, choros ao vento… Tristes perfis, os mais vagos contornos, Bocas murmurejantes de lamento. Noites de além, remotas, que eu recordo, Noites da solidão, noites remotas Que nos azuis da Fantasia bordo, Vou constelando de visões ignotas.  Vocabulário: Calabouço – prisão subterrânea Grilhão –…

Veja mais