Revoada – P/374

Revoada Os pássaros voando não deixam rastros… não voam com as asas, mas com sentimento. Os pássaros não buscam tão simplesmente o ninho de algum lugar, mas sobre mastros. Porque já estão pousados no próprio ninho… Em revoada, buscam o alento no ar. Em pleno vôo, eles vivem a gorjear… de galho em galho, também…

A Chuva – P/373

A Chuva Acordei, dia desses, com uma chuva forte aquela chuva que perturba a madrugada; apareceu à minha porta, sem dizer nada, um homem moribundo, quase à morte. A chuva caía do telhado, o pobre gemia, perdido na rua, em noite chuvosa… derramava lágrimas, de forma copiosa: o clarim da lua escondida percebia… a chuva…

Aos que escrevem— P/371

Aos que escrevem… A todos os que escrevem verso ou prosa, amigos ou não, estranhos ou conhecidos… os passos da poesia na anhã cor de rosa soam em nossa alma, suaves e queridos… Saudação solene aos que falam de poesia, às vezes, tristes reagem nos vitupérios… na alma silenciosa, rememora o saudoso dia que mais…