No Jardim – P/399

Fui ao jardim apenas para chorar, sentindo no peito imensa saudade. As lágrimas caíam sem parar, Ele me falava da Eternidade. Como voz de anjo me dizia, “Papai, fique na paz, tenha alegria!” me consolando de verdade. Meu filho, tão amado e companheiro, segurava a minha mão com amor. O mistério ali era revelado: no…