Férias de Julho – P/051

Tão insignificante às turbas, Enfim, chegam sem motivação. Impera o tédio, algumas doses maiores Saudades, ausência, paixão… Tudo dói, tudo é mal, tudo é sofrer! Snake, festa, noivado, baile prá valer, Fins-de-semana à toa,, pura solidão. Como pode ser assim a vida! As férias. Que férias, que nada! Isso é um inferno, sem guarida… Confundem-se:…

Veja mais