Viola Caipira – P/384

Este é um poema brejeiro, com rimas pobres. No entanto, expressa todo o sentimento que tenho pela gloriosa viola caipira, o instrumento divino de dez cordas. O Tinido da Viola O dia que eu fico triste, nada mesmo me consola! Prefiro ficar sozinho, a solidão me faz bem. Prá disfarçar minha dor, eu pego minha…